quinta-feira, 28 de julho de 2011

Clarice Lispector



Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso.
 Nunca se sabe qual é o defeito 
que sustenta nosso edifício inteiro.

***
Renda-se, como eu me rendi. 
Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. 
Não se preocupe em entender, 
viver ultrapassa qualquer entendimento


Nenhum comentário:

Postar um comentário